• A campanha foi realizada com slides, entrega de panfletos e prática no campo com os funcionários.

    Movimentação Manual de Cargas

    A movimentação manual de cargas pressupõe a utilização do corpo do trabalhador como próprio “instrumento” de trabalho. Cerca de 25% de todas as lesões que ocorrem estão diretamente relacionadas com o levantamento, transporte e deslocação de materiais.

    • Deve ser substituído por meios mecânicos.
    • Deve ser realizado com auxilio das pernas e não das costas.
    • Separar bem os pés e distribuir bem  o peso do corpo.
    • Flectir os joelhos.
    • Aproximar o corpo do objecto.
    • Manter as costas e o pescoço alinhados.
    • As pernas vão-se flectindo lentamente.
    • Apoiar as carga nas mãos e não nos dedos.
    • O objeto deve permanecer sempre próximo do corpo.

    Órgãos de Comando 

    • Devem estar ao alcance do operador.
    •  Seleção adequada dos comandos:
      •  Precisão/velocidade – manuais;
      •  Força acionados – pé.
    •  Comandos deverão ser bem identificados.
    •  Mecanismos de prevenção de acionamento acidental.
    •  Funcionar segundo os estereótipos.

    Seleção de Ferramentas

    • Devem ser de boa qualidade e certificadas.
    • Adequadas à tarefa e condições em que é executada.
    • Não deve produzir carga estática.
    • Evitar que se formem ângulos inadequados da mão-punho-braço.
    • Diminuir a pressão desconfortável na palma da mão.

    Exemplos de procedimentos inadequados

    • Carga mal equilibrada ou com conteúdo sujeito a oscilações;
    • Carga mal posicionada, manipulada a grande distância do tronco ou com flexão / torção do tronco;
    • Carga muito pesada ou difícil de agarrar;
    • Inexistência de espaço suficiente para o trabalhador se movimentar juntamente com a carga;
    • Movimentação da carga a alturas inapropriadas ou adotando posturas incorretas;
    • Pavimento degradado com desníveis;
    • Ponto de apoio instáveis – ex.: existência de tapetes ou carpetes não fixadas ao chão;
    • Condições ambientais desfavoráveis;
    • Movimentos bruscos;
    • Manter-se muito tempo em pé;
    • Carregar o peso curvando a coluna para trás;
    • Realização de esforços que solicitem a coluna vertebral por períodos demasiadamente prolongados;
    • Tempo insuficiente de descanso fisiológico;
    • Necessidade de movimentos de abaixamento ou elevação das cargas demasiado grandes;
    • Ritmos de trabalho excessivo sem possibilidade de os trabalhadores efetuarem pequenas pausas.

    Riscos de movimentação de carga

    • Durante a movimentação deve ficar na área de giro do Guindaste ou e munck somente o sinaleiro e o operador.
    • É proibido ficar em baixo da carga suspensa.
    • Somente o sinaleiro deve se comunicar com o operador, para evitar falhas.
    • Quando movimentar as cargas, mantenha-a o mais próximo do chão.
    • Verifique todos os controles em área isolada.
    • Esteja alerta e saiba sempre a localização de todos os trabalhadores na sua área.
    • Mantenha todas as outras pessoas completamente afastadas da máquina.
    • A inobservância destas instruções pode resultar em ferimento ou morte.

    Prática: 

    1. É PROIBIDO EFETUAR LEVANTAÇÃO DE CARGA SEM O AUXILIO DE UMA CORDA GUIA.
    2. FUNCIONÁRIO EFETUANDO A MOVIMENTAÇÃO DE MODO CORRETO, COM O AUXÍLIO DE UMA CORDA GUIA.

    CORDA-CUIA



Sitio web optimizado por: Posicionamiento en Google
Plugin Modo Mantenimiento patrocinado por: Plugin WordPress Maintenance